Translate

17 de fev de 2009

As músicas dos meus dias...


Quantas vezes a gente ouve aquela música e pronto; desencadeia uma série de sentimentos, de lembranças...
Toda vida (acho eu) tem uma trilha sonora.
A minha também. Isabella Taviani!! Especialmente o "Diga Sim".
Tenho a impressão que ela andou investigando minha vida, meus sonhos, meus medos, minhas dúvidas, minhas certezas e fez o disco.
E hoje, ouvindo (Claro que comprei, já que falava de mim!!), me permiti uma infinidade de lembranças de tudo o que senti antes.
Me deixei excitar com "luxuria", me deliciei com lembranças de desejo, entrega, saciedade...
Me deixei sonhar com " diga sim". me lembrei das promessas, dos sonhos...
Me permiti reviver minha história com "iguais", lembrei das dificuldades, dos obstáculos, e do direito conquistado de ser eu mesma...
Me deixei reviver um momento de encontro e perdição com "último anjo", me lembrei da paixão avassaladora, da entrega, da verdade nas palavras e da insanidade nascida disso tudo...
Me deixei sentir o peso das decisões com "outro mar", me lembrei de toda uma vida sendo passada, e a liberdade conquistada, mas recheada de dor e saudades...
E assim, fui sentindo minha vida passar através de mim e fui revivendo minhas etapas para ser outra vez, exatamente o que sou.
As vezes tenho medo de acreditar que "milagres acontecem por aí", e depois ter que voltar a viver "letra sem melodia", e ter que aceitar que muitas vezes a vida é como "ternura"...
Se bem que o melhor é olhar pra mim mesma, reconhecer minha capacidade de superação e cantar a plenos pulmões "quero mais é te perder".


Eis minha vida, exposta em uma trilha sonora.
Compreenda-me se for capaz...

"Com o perdão da palavra, sou um mistério para mim". ( Clarice Lispector )

Amor à todos

Beijos na alma

PS: Em tempo, na postagem "Minha dolorida gratidão", fiz uma citação de Shakespeare, e o nome do autor estava escrito incorretamente. Portanto fica aí a correção.
No entanto, informo que copiei de um site, e o erro na grafia já veio do próprio site.
A minha cara "revisora", agradeço as dicas valiosas!

3 comentários:

Angela Montenegro disse...

De...,
Mostre-me um ser humano que não tenha medo, e que esse medo não tenha passado, pois nada é estanque, e nem o tempo é incessante. Se nos fecharmos a cada erro que cometermos, a quem amaremos? Os apenados, desalmados, esquecidos e desamados? Deixe ficar, acontecer. Dê tempo ao tempo, ele é mestre no suavizar. Hj me peguei com vontade de chorar e busquei colo em alma nua, pq erro cometi há pouco tempo, e o que eu podia fazer a não ser permitir-me refletir sobre o que aconteceu, e que passou, e que passa, pois não somos ponto, nem fim, somos meio sempre. Cuide-se. Todos temos nossas músicas. Umas flamencas, outras axés (argh!!!), outras mpb's, mas nunca deixarão de ser música, assim como medos nunca deixarão de existir, e erros e acertos. Descobrir, desvendar, quem? A si própria? Ame, ame muito e sempre, cada vez mais.

Angela Montenegro disse...

Esse blog congelou???
Tá loko!!!
Vamos meninas, queremos posts novos dessa Alma nua... não é mesmo??

>;o]

Mariah disse...

Vai sair sim!!! Ja esta no desgelo, rsrsrsrs.
Só ando meio cansada, sabe como é, né?!
Mas vou atualizar. Logo!! Juro.
Mil beijos na alma.