Translate

23 de dez de 2008

Tempestiva...


Ela olhava o horizonte, parada sobre a murada do castelo...
Finas gotas de chuva caiam-lhe no rosto. Ela permitia que se misturassem às suas lágrimas, que se misturasse à ela mesmo.
No horizonte raios cortavam o céu, dentro dela raios cortavam seu sentir.
As vezes, ela se permitia ficar apatica, era sua fuga.
Os ventos revoltavam seus cabelos e com eles lhe açoitavam o rosto. Amava a tempestade...
Lembrou-se do principe de Ébano que certa vez lhe dissera que ela gostava das tempestades, porque a tempestade habitava dentro dela.
Começou a caminhar devagar e silenciosamente, jamais corria. Odiava não apreciar a vida. Os pingos de chuva, agora mais fortes e pesados, batiam-se conta ela violentamente.
Ela fazia preces, lembrava-se de 1 anjo.
Sua voz, silenciosa, gritava agonizante e em silêncio, pelo carinho de um anjo.
Entendia ser justo... Ela em um momento afastou-se, ele por sua vez a abandonou.
Seu coração pulsava, acelerado, não sabia bem o que sentia. Mas sentia a dor que calava em sua alma calida, gélida, distante.
A muralha contornava todo o castelo, ma ela avistou uma porta convidativa, a sala tinha tema, chamava-se "mudança".

Entrou sem hesitar.




Aos que me leem, estou dando sinais de fumaça, deixo uma postagem enigmatica
Compreenda... quem for capaz... rss
Amor á todos


Beijos na alma



7 de dez de 2008

To em falta...


Andei longe, muito longe...
De novo longe de tudo, de todos e longe de mim mesmo...
De novo tudo na vida perdeu e ganhou sentido...
Meu coração sofreu, chorou, sorriu...
Uma série de pequenas grandes coisas... Achei que reencontraria alguem que não veio... E veio quem a gente nunca acha que encontra... E estou falando só de mim mesmo...
E no meio desse tempo de decisões indecisas, recedi uma música de uma pessoa pra lá de especial, e essa música fez diferença dentro de mim.
Deixo aqui um pedacinho dela... Para o deleite dos que são de verdade.
Pra você que lê isso aqui, que entrou só pra dar uma olhadinha... que nem sabe se me ama ou se me odeia... saiba que sinto sua falta... tenho saudades de você...

Eis o trecho da música!!!


HOJE EU VOU MUDAR!
POR NA BALANÇA A CORAGEM,
ME ENTREGAR AO QUE ACREDITO
PARA SER O QUE SOU SEM MEDO.
E CANTAR POR HÁBITO
E NÃO TER CANTOS ESCUROS
PRA GUARDAR OS MEUS SEGREDOS.
PARAR DE DIZER:
NÃO TENHO TEMPO PRA VIDA
QUE GRITA DENTRO DE MIM.
ME LIBERTAR...
HOJE EU VOU MUDAR
SAIR DE DENTRO DE MIM E NÃO USAR SOMENTE O CORAÇÃO,
PARAR DE CONTAR OS FRACASSOS,
SOLTAR OS LAÇOS E NÃO PERDER AS AMARRAS DA RAZÃO,
VOAR LIVRE COM TODOS OS MEUS DEFEITOS
PRA QUE EU POSSA LIBERTAR OS MEUS DIREITO
SE NÃO COBRAR DESSA VIDA NEM RUMOS E NEM DECISÕES.
HOJE EU PRECISO E VOU MUDAR.
DIVIDIR NO TEMPO E SOMAR NO VENTO
TODAS AS COISAS QUE UM DIA SONHEI CONQUISTAR,
PORQUE SOU MULHER COMO QUALQUER UMA,
COM DÚVIDAS E SOLUÇÕES COM ERROS E ACERTOS,
AMORES E SABORES,
SUAVE COMO A GAIVOTA E FELINA COMO A LEOA,
TRANQUILA E PACIFICADORA
MAIS AO MESMO TEMPO IRREVERENTE E REVOLUCIONÁRIA,
FELIZ E INFELIZ, REALISTA E SONHADORA,
SUBMISSA POR CONDIÇÃO MAS INDEPENDENTE POR OPINIÃO,
PORQUE SOU MULHER
COM TODAS AS INCOERÊNCIAS QUE FAZEM DE NÓS O FORTE SEXO FRACO.



Beijos na alma