Translate

22 de mai de 2010

Sobre emoçoes. Gestadas, partidas, paridas..




Como diria Marina Lima em seu melhor timbre:
"É que to gravida/ Gravida de um beija flor/ gravida de terra, de liquidificador/ e vou parir um terremoto, uma bomba, uma flor...."

E eu, to gravida!!!
Grávida de idéias, projetos e amor.
Acredito que nos últimos 15 anos da minha vida, essa é sem dúvida a minha melhor "gestação".
Claro que não esta isenta de "enjoous", "indisposições" e crises.
Apenas é mais clara e mais inteira.
Outro dia, vi uma entrevista com a Cissa Guimarães, no Jo. E ela dizia que a maturidade tem uma beleza própria de si, uma beleza única, diferente e muito mais atraente que a beleza juvenil.
Vejo essa minha gestação de idéias e sentimentos, cheia de uma beleza maior, que vem de dentro da leveza com que ela acontece.

As vezes a vida nos impõe "gestações" e "partos", sejam eles emocionais, físicos ou mentais.

Há um tempo atrás, vivi um momento assim, e o curioso é que ele durou exatos 9 meses.
Me lembro que após todo o sofrimento e as tristezas que se seguiram, houve o fatal " aborto" das emoções...
Eu costumava dizer do momento " Nasceu. Mas nasceu morto!"

Outro dia estava limpando minha caixa de email, sabe aqueles antigos de dar medo, que a gente guarda?... Pois é...
Estava lendo e deletando... e alguns me fizeram parar pra pensar.

Pensar exatamente nisso, nos muitos abortos de planos e projetos, no "nascimento pre-maturo" de fantasia e amores e no fatídico, parir de emoções.
E foi partindo daí que eu percebi, que eu to grávida!
Uma gestação múltipla de novos projetos e esperança.
E somente nesse tipo de momento, nesse pré-parto, a gente começa a perceber que é amada.
É amada quando: Os amigos deixam mensagens, mandam msm, ou scraps só pra dizer que se lembram de você.
É amada quando: os filhos gritam de alegria ao ouvirem você chegar e se escondem atrás da porta ou da cortina, só pelo prazer de serem encontrados por você.
É amada quando: Seu amor faz as coisas todas, até as mais simples, se tornarem grandes acontecimentos só pra você. E faz isso dia após dia.

E é por isso que eu to grávida!
Grávida de muito amor!!

Gosto de perceber as mudanças que ocorrem em mim e á minha volta.
E fico feliz ao notar que a gratidão e a esperança, continuam como caracteristicas em mim.
Percebo que mais madura vejo as coisas todos por ângulos mais fáceis. Tenho mais calma, mais segurança. mais certeza e mais facilidade.

Hoje, dores causadas em abortos emocionais são lições para alma.
Gestações pré-maturas de planos e objetivos são a necessidades dos natimortos, para que seja valorizado o poder da superação e recuperação da mente e do coração.

É necessário uma gravidez de felicidade! De paixão! De realizações!

E é por isso que eu to gravida!
Gravida de tudo o que eu sou!!!!

"Gravida de chao/E vou parir..."

Amor a todos
Beijos e mais beijos na alma.


Link para o video com a musica "Gravida". que originou esse texto.
http://www.youtube.com/watch?v=eere2I64g80

15 de mai de 2010

3.5...




Eu pensei em escrever um grande texto... uma ode, sei lá...
Mas depois de chegar aqui, tudo o que pensei foi em agradecer cada momento do último ano pessoal.
Nem sei se na prática muda tanta coisa afinal...
Dentro de mim muda. Muda ideias, muda ideais.. Mas não muda muitos sonhos, nem muitos desejos. Alguns se alicerçam, outros se avaliam.
É a fatídica (ou não) data de aniversário!
Para a astrologia, eu tenho um ciclo de 5 anos. O que significa que estou acabando um ciclo, e outro passará a prevalecer.
Nos últimos 5 anos, deveras, muita coisa aconteceu...
Casamento-separação, e de novo... pessoas vindo, pessoas indo, trabalho, medos, duvidas, certezas... sonhos, realidades...
Enfim.
Mas os 5 anos passados, já passaram. Agora vem nova fase, novo ciclo.
E antes mesmo de acordar, nesse novo ciclo, recebi mensagens por msm, por scrap, por email...
E é gostoso!! É bom saber dos amigos e do carinho deles, mesmo por scrap, quando o orkut faz o imenso favor de nos lembrar de algumas datas.
Percebo agora, mais real do que antes, que quem nos ama, está ali e pronto!
Me sinto feliz!
Tenho amor, tenho amigos, tenho família, tenho eu mesma.

Que esse novo momento venha e só.
Viverei seus instantes e só.
Não prometo nem peço promessas.
Quero verdade, quero possibilidades e só.

Minha hipotética ode de aniversário, encerrou-se em um MUITO OBRIGADA!
Afinal é de fato, tudo o que eu queria dizer.

Amor à todos
Beijos na alma.

6 de mai de 2010

Tempo de si próprio




Hoje eu estava me lembrando de um fato...
Quando criança e costumava olhar atrás dos espelhos, para saber o que havia lá.
Sempre curiosa de mim mesma e do resto do mundo, e o espelho me encantava, me fascinava e me assustava em igual proporção.
Eu achava que havia um mundo distinto ali, e a forma de entrar nele seria pelo fundo o espelho. Talvez a menina que me olhava , fosse diferente e tivesse tudo diferente a me ensinar...
Nunca achei nada além do papelão que segurava o vidro dos espelhos pequenos, nem da moldura que cobria o avesso dos grandes espelhos...

Então hoje ao olhar pra mim no espelho, percebo que o que eu buscava não era o que estava atrás do espelho, mas sim o que eu estava atrás dos olhos que me observavam nele.
Hoje, anos de distância dos espelhos da infância, começo a pensar nos espelhos de amanhã.
Estou prestes a completar aniversário, e não pensar em com serão os próximos anos é inevitável. A auto-avaliação é algo impossível de não fazer; afinal são escolhas, reflexos, ações e reações...
É impossível não ver com clareza o que esta, não atrás, mas dentro de tudo o que sou ou que me tornei nesse tempo.

Nesses últimos dias, senti que estava no inferno astral e todas as letras, assim como as sensações, eram maiúsculas e em neon.
Bem, agora vem a mudança de ciclo, de atmosfera de tempo.
É o tempo de mim mesma e nada mais.
De futuro nada sei. Agora quando olhos os espelhos olho de frente, já não busco o que tem atrás.

As vezes sou proativa, as vezes reativa...
"E tudo o que ofereço é meu calor, meu endereço "
E sou feliz assim!



Amor á todos.
Beijos na alma.

3 de mai de 2010

Eu quero a sorte de um amor tranquilo.




Hoje, eu parei pra pensar.

Minha amiga Thais Stella, me disse: "os amores inacabados guardam mais poesia".
Não sei....
De uns tempos pra cá comecei a ter receios de amores avassaladores, das grandes paixões... dessa violência de amar.
Tive amores inacabados e mal acabados, e com certo poesia confesso, mas também carregados de muitas dores.
Eu preciso de grandes paixões para viver, mas não de grandes paixões amorosas.
Admito, com certo receio, que me assusta a intensidade das paixões. As pessoas (e falo por experiência) se perdem de si mesmas...
Não, obrigada!! Passo!!
Meus amores passados, de um passado recente foram intensos e doloridos demais. Minha alma ficou rasgada, meu coração despedaçado e minha companhia eram lágrimas constante e uma saudade lancinante.
Não mesmo!! Passo e repasso, essa coisa intensa que machuca a gente mesmo quando esta tudo relativamente bem.
Acho bonito! Acho mesmo. Grandes amores, grandes cenas, grandes declarações.
Mas carrego sempre o receio da GRANDE dor de acabar.
Antes esse amor que aprendi a sentir...
Acontece assim:
De repente um olhar, um sorriso. Bocas que se encontram, sem promessas sem nada. " amizade com benefício" eu diria. Depois o sentimento vai chegando no peito, vai colando aqueles pedaços... a alma volta a se constituir, sem cobranças.
Depois a saudade aumenta (ainda bem que existe a ponte aérea!!). E um dia se percebe que aquele alguém ficou mais intenso. "eu quero namorar você!!". Dá até um aperto no peito. As vezes a gente vem tão quebrado, que nem sabe se pode se dar pra outra pessoa...
O tempo vai passando... O sentimento aumenta, ficar junto é muito bom, mas não é obrigação. o carinho acalma os mais turbulentos pensamentos, mas não cria ilusões.
Então um dia, meio ao acaso, aquela pessoa olha pra você bem fundo e diz: "sabe, eu achei que não poderia amar tanto outra pessoa de novo... Mas você... eu amo demais!"
Pronto!!
Houve paixão que não feriu, houve cumplicidade e companheirismo, houve amizade, houve tesão e somando tudo há amor!! gosto do resultado. E gosto assim.
Ainda aprecio muito as grandes paixões, mas deixo essas para os mais jovens de ideias.
Tenho preferido a poesia certa de um amor conhecido e definido.

de qualquer modo, amar sempre vale a pena!!
Então...


Amor à todos.

Beijos na alma.