Translate

27 de jul de 2011

Irritantemente Otimista!!!





Relendo minha ultima postagem, percebi que não esclareci um fato.
Minhas tristezas se deviam a uma amiga muito querida, que eu tinha como filha, não do ventre mais da alma, e por coisas que a vida faz se afastou em definitivo.
A escolha foi dela e eu respeitei.
Não lhe tenho mal, ao contrario, lhe tenho imenso amor.
Tudo o que aconteceu ainda me dói. Minha tristeza foi imensa. Assim como, agora, se faz imenso meu silêncio.

E eis o fim das minhas declarações sobre isso.

Pobre leão, que tanto me ouviu reclamar...

Por fim, uma luz se formou dentro de mim.
As pessoas que se afastaram tinham mesmo que se afastar. Afinal já não me acrescentavam nada, assim como eu a elas.
Assim se foram com todas as coisas.
Nada do que era ruim tinha que ficar.
Coisa de bicho gente essa de pedir pra vida mudar, melhorar, pra que todas as coisas que não são boas e não dão mais certo se afastem, e quando se afastam a gente fica triste.

Gente é mesmo muito estranho.
E assim se dá comigo também.
Mas eis que sou otimista por natureza, e como diria minha amada Shane. “ Irritantemente otimista”!
E prefiro ver as coisas boas...
Estou em um emprego bom. Não é o melhor, mas é bom!
Minha mãe esta recuperada. (Obrigada, de novo, aos que estiveram ao meu lado, a diferença foi imensa com vocês me apoiando!!!)
Tenho ao me lado, simplesmente, uma das melhores pessoas do mundo (Obrigada VIDA por esse presente MARAVILHOSO!!!!)
Meus meninos, parceiros.
Meus bom amigos, tão pouco e seletos, os MELHORES AMIGOS que o mundo já viu: Renatinha (minha maga malabares), Anselmo (homem mal- macho alfa dominante), Thais Stella (Cisne, que aguenta TODO o meu mal humor), Viktoria (minha suave ilusão), Meu amado Leão (sem palavras existentes pra te descrever), Angel D’mont (my sweet angel), Valéria (minha eterna fênix).

Com tudo isso é impossível não ser otimista!!

E a vida vem de novo, me enchendo de ideias, me empolgando com planos e metas!
Hoje senti a liberdade em mim. Sem dores, sem amores que não os merecidos. Acabou qualquer resquício.

Abro espaço para a alegria!
Renovada!!!


Amor a todos.
Beijos na alma.

25 de jul de 2011

voltando!







Sim, ainda me restam ideias e ideais.
Explico aos meus queridos leitores e seguidores, que por vezes preciso desse intante de ausência.
Preciso de momentos que interação comigo mesmo. Por vezes a ideia é superar meus próprios limites, outras vezes a ideia é repensar conceitos, e outras ainda, é para deixar fecharem feridas.

Não existe uma regra, ou um tempo determinado.
E nem acho que se faça necessário somente comigo. Mas enfim, ca estou. De volta, outra vez.

E como sempre a vida vem acontecendo e pronto...
Esse ultimo “afastar” foi somente para curar tristezas.  Como contei em meu ultimo post, eu realmente fiquei ferida e dolorida, por situações que aconteceram. Mas que também passaram.
Novamente se faz necessário uma analise e seleção quase natural de todas as coisas.

Não escondo, que ainda me sinto triste... não escondo que ainda dói...
Dificil mesmo é acreditar e ver que fora tempo perdido, carinho e amor doados ao nada... então, se eu disser que já não doi; vou ter que admitir a mentira.
Aprendi ao longo do tempo que nao posso ser falsa com meus próprios sentimentos. Se sinto, sinto e pronto. Se não sinto, melhor pra mim...

E sinto... E vejo... E sofro...
E passa!
E me levanto!
E recomeço!

Devo dar atualizações também. E ca estão:
Minha mãe se recuperou! Alias, vai fazer um tratamento continuo, por causa do câncer no sistema linfático. Mas se recuperou!
Forte, grande, inteira. E isso me fez tão contente.
Engraçado como as lembranças de hospital parecem agora tão distantes...

Os filhos? Que dizer?
Puro encanto. Eles me fazem feliz. A parceria esta total, a amizade, a intimidade.
É tao fascinante pra mim... chega a ser poético.
E mesmo quando preciso ser so mãe, ou tenho que dar mts broncas, é amoroso.

Os amigos, enfim...
Os bons, os de verdade, sempre lá. Me alegrando, me apoiando e me acordando para a vida quando necessário.
A maior das verdades é que amigos, são a família que escolhemos!!

Agora despertei novamente. Assim meio devagar, me espreguiçando feito gato. 
Abrindo os olhos para ver e entender a luz da vida.
De novo e sempre, depois de um tempo de hibernação sentimental, um acordar para a vida que clama, que urge, que acontece e nada mais.
Renovada.
Com ideias e planos. E metas. Indo atras, vivendo de novo e não mais sobrevivendo apenas.
Amor à todos.

Beijos na alma.