Translate

9 de mar de 2011

Mais um desnudar de alma...








A semana passada ( ainda bem que passou) foi difícil e dolorida!
Me dei um tempo no carnaval, era necessário. Ficar um pouco com os meus, sem grandes alardes.
Namorar um pouco, curtir os filhos, brincar com o cachorro, essas coisas que se fazem essenciais na vida da gente!

Mas agora a vida urge. Grita, reclama que lhe seja dada atenção.
Ontem estive conversando com o Leão... Curioso como de uma hora pra outra a vida perde um pouco o sentido, ou será que somos nós que ficamos nonsenses?
A gente passa a não ter a vontade gloriosa de realizar as coisas. Pior é essa vontade tornar-se um fato, um ato! E nada ser mudado.
Seja por um amor quebrado, um sonho desfeito, uma decepção angariada...

É meio assustador e mesmo frustrante, que pessoas que saibam tanto de si, e que saibam onde querem chegar, e mesmo como chegar, percam o interesse e a grande vontade de dar o próximo passo, seja ele para onde for...
E me vi nessa classe, me assusto!

Necessito recuperar os encantos perdidos nesses últimos tempos.
Não os meus próprios encantos, mas os encantos pela vida em si, que tanto aprecio.
Por vezes o que mais necessito é o silêncio de palavras, anseio que gestos sejam vistos, que sejam sentidos, e não declarados.
Mas é chegada a hora de sentar-se, só, analisar o caminho e começar a caminhada!


Percebi que há tanto em mim que não tenho apreciado...
Há tanto para ser modificado.
E mal sei por onde começar... As vezes me perco, por que quero fazer tanta coisa, e tem muita coisa a ser feita... e como não consigo, me vem a sensação fatídica de frustração.
Esses dias tendo vivido com minha mãe entre sessões de quimio, hospitais, internações e altas, e tudo o mais... me ponho a pensar na vida mais de perto, mais como ela é.
É indizível, até aterrador essa eminencia de morte na vida da gente, especialmente quando não é com a gente!
Obrigatoriamente me ponho a pensar em tantas faces que tenho...
Filha, mãe, irmã, mulher, amiga...
Será que tenho feito as coisas que preciso pra com os que eu amo? Será que tem sido o bastante? Será que tenho falhado?
É curioso, como, com tanta vida pela frente, seja a possibilidade de morte, que mais nos faz pensar em vida e como a vivemos...

Para mim, tem sido inevitável, certas analises.
Uma vez li em algum lugar as 10 coisas que se precisa fazer antes de morrer...
Nunca pensei em uma lista de coisas pra fazer antes de morrer, mas não deixa de ser interessante pensar em quantas realizações eu quero fazer...E acabei por pensar em uma lista própria.
Embora hoje, exatamente hoje, eu só queira ver os dias se realizarem um de cada vez!



Amor à todos

Beijos na alma.

2 comentários:

Thais disse...

Como seria essa lista?
Acho que vou pensar sobre ela...
Se eu descobrisse de repente que tenho apenas mais alguns dias, continuaria com a mesma vida?
No mesmo emprego? Dedicando o mesmo tempo tão restrito pro João?
Chega a dar medo pensar no quanto estou invertendo as prioridades por aqui...
Beijos

Meu Maior Projeto disse...

Oi minha linda, saiba que estou sempre aqui e sempre terei o prazer de estar aqui porque vc é uma riqueza na minha vida.