Translate

16 de mar de 2011

Avaliando.




A vida tem acontecido, simplesmente.
Nada muito emocionante, nada pouco emocionante.
De dentro de mim e de longe do resto; volto a obsevar com interesse, tudo a minha volta.

Minha mãe está estável. É um momento de tranquilidade no meio da turbulência.
Ainda me assusto em pensar que isso possa se prolongar. Algumas vezes acho que não tenho mais forças...
Mas quando o dia nasce eu me levanto novamente.

Mas sempre há alguns descontentamentos.
Meu trabalho me deixa descontente. Haviam tantas expectativas quando comecei... Mas estando aqui dentro, vejo que eram meras expectativas de uma novidade, sem fundamentos reais.
Na prática, tudo verteu-se em um pouco de frustração. Isso tem me cansado.

E, como não sei viver sem observar, tenho vistos os meus amigos se perderem da realidade dentro de suas consciencias inconscientes.

Vejo lágrimas não de arrependimento por seus erros, mas por ter menos do que havia antes.
É difícil mesmo assumir erros.
Vejo omissões de contatos e diálogos em cima de promessas de amor.
Vejo, vezes incontáveis, um ser "colecionar" outro como troféu. isso é repugnante! Ofensivo, pra mim!
Vejo reclamações de onde deveriam vir graças aos deuses.
Vejo uma insanidade de estar e ter alguém que sempre acaba em lágrimas, sofrimento e rancor...

Sufocam-se em carências e desespero.

É triste!
Deprime.

Por sorte observo alguns que dão a volta por cima, assumem seus erros, seus atos, descobrem quem são. Aprendem com a dor.
Mas na marca de 5 pra 1...
Não digo que seja mais fácil encarar realidades do que somos, sentimos ou fazemos.
Na verdade, arrisco dizer que é muito mais dolorido. Mas sempre compensa um pouco mais no final de tudo.

Fico vendo pessoas que preferem a fuga de tudo o que não lhes agrada.
Fuga de sentimentos, ignorância da verdade, omissões de sinceridade, exclusão dos gestos.

Me deixo levar pela minha, nada doce, realidade. Prefiro assim!
Me orgulho das cicatrizes que a vida me deu. Foram marcas sofridas, doloridas, mas que me mostraram que posso aprender com tudo a minha volta e ser um pouco melhor a cada dia.

Olho em volta, assumindo minhas frustrações e meus descontentamentos, assumindo meus erros e arcando com suas consequências, comemorando meus acerto, brindando minhas vitórias...
Fico feliz!

De tudo nessa vida há três coisas que NÃO sou!
Não sou falsa.
Não sou mentirosa.
Não sou covarde

Não sou fake de qualquer um, nem de mim mesma!!



Um brinde às pessoas que se assumem em tudo o que sentem, pensam e/ou fazem.

Amor à todos
Beijos na alma

3 comentários:

Anônimo disse...

Ei, saudade de passear por aqui, e aprender um pouquinho com cada palavras.
Gosto assim, com esse jeito suave de dizer verdades.

Te amo sempre

Sheine

Thais disse...

E mais uma vez você me dá alimento pra pensar um montão de coisas...
Obrigada!

rose disse...

Estou simplesmente "M a r a v i l h a d a" e sem exageros; você é um encanto...falou diretamente a minha alma, expressando todos os sentidos...
Virei seguidora!!!

bejin,

Magnifica....rs