Translate

13 de dez de 2010

Noticiando



Raros, que saudade de escrever um pouco mais, aqui...
Muitas coisas estão acontecendo, vou fazer um resumo rápido...
O trabalho novo, é muito trabalho pra começar!!! Entro em um horário, mas saio só na hora que dá... muita coisa pra fazer o tempo todo, mas gosto desse dinamismo e fico feliz por não ficar ociosa.
Acho que sou meio hiperativa, e quando fico assim paradinha, já viu, o tédio cresce, e com ele vem a frustração...
Depois veio mamys...
Uma semaninha daquelas. Ela ficou internada, por causa da quimioterapia, teve um queda de imunidade.
Nem consigo descrever como foi uma semana difícil. Entre acordar cedo, passar o dia trabalhando, e a noite acordada no hospital... no máximo um cochilo mal dado em uma cadeira de plástico.
(Aliás, é preciso aqui abrir um adendo e agradecer ( SEMPRE) a Eliane, a Socorro que nos ajudaram a beça nessa semaninha difícil, e particularmente ao Leão, que sempre me compreende e me apoia.)
Enfim, essas coisas me fizeram ficar distante do mundo virtual.
Agradeço aos emails, de cobrança e de preocupação, e eis aqui a explicação.
Mas nessa semana complicada eu aprendi um pouco mais sobre vida e pessoas.
Passei a observar uma pessoa bem próxima de mim... e apesar de nossas desavenças e diferenças, preciso admitir que é difícil ser como ele tem sido!
Tenho observado meu pai!
Fiquei impressionada com a força e o cuidado dele com a minha mãe.
Meu pai é homem bruto, sem estudos, sem cultura... Tem generosidade no coração, mas pouca compreensão do outro, e por seus preconceitos nos afastamos muito. mas nesses dias passei a vê-lo com mais carinho que antes, sim, por que mesmo com nossas diferenças eu sempre o amei!
Quando minha mãe ficou doente, ele tinha minha irmã, e eu o tempo todo...
E sendo a ovelha negra da família, nunca recebi muita gratidão pelo que eu fazia, mas não fiz muita questão, afinal sentia que precisava fazer, e ponto!
Fazíamos tudo, nós três, depois minha irmã soube da sua gravidez e teve pequenos problemas no inicio, então, fazíamos tudo, nós dois.
Depois arrumei esse trabalho que passou a levar todo meu tempo, e ele ficou sozinho.
E foi aí que passei a ver um outro homem.
Agora ele limpa, lava, passa, cozinha e ainda cuida dela. Mas não apenas cuida, como se preocupa, como tem o cuidado de fazer todas as coisas pra vê-la bem e confortável.
O homem de gestos brutos, por sua própria essência, passou a ser mais delicado quando faz compressas nos braços cansados da esposa.
O homem de voz austera, passou a falar com calma, e mesmo com seu jeito de ser, aprendeu a ser carinhoso no tom de voz.
Meu pai nunca foi machista, ao contrario, sempre respeitou e admirou as mulheres. Agora, ele aprendeu também não só a valorizar a mulher pelo o que ela faz, mas pelo que ela representa.
Chego a me emocionar ao vê-lo com minha mãe. Ou mesmo quando me liga, porque ela não esta bem, vejo um homem assustado, pedindo apoio.
Nós não estamos tão próximos quanto antes... talvez isso nunca mais seja possível. Mas fiquei feliz ao observar esse lado.
Isso sim, é companheirismo!!!
Com isso vou reaprendendo o que é um casamento.
Com isso vejo respeito, vejo amor incondicional, vejo dedicação, vejo entrega.
Eu sempre fui a favor de casamento, e  mesmo o meu tendo acabado, continuei a acreditar que quando se ama mesmo, é possível viver bem e viver junto.
Eu me lembrei e fiquei muito feliz ao recordar, o que é uma amor de verdade! Recordei o significado da frase " na saúde e na doença "...

E que assim seja, para todos os que amam e buscam viver pra sempre com quem amam!!




Amor à todos
Beijos na alma.


PS: Mesmo demorando um pouco, prometo que volto sempre e sempre, pois nesse blog, o meu casamento é com meus sentimentos e com vocês, minhas aves raras.

4 comentários:

Meu Maior Projeto: Ser mãe disse...

Boa noite Mariah de tantas noites e de tantos sentimentos, vc me conhece bem e sabe o quanto tb sou a favor do casamento. Gostei muito do post, companheirismo é raro e importante.

Bjos no coração

Meu Maior Projeto: Ser mãe disse...

Boa noite...Mariah de tantos sentimentos...vc me conhece bem e sabe o qto tb sou a favor do casamento, e achei lindo o post de hoje. Homem de ferro, coração de ouro.

Bjos no coração.

Thais disse...

Oi, amada... Abri seu blog, vi a imagem e pensei: Putz, ela vai casar! rsrsrs
Tenho te deixado uns recadinhos no celular, mas nunca consigo um horário civilizado para telefonar ou ser encontrada.
Onde você tá trabalhando? É longe daqui? Muita, muita vontade de te ver, sabe?
Beijos

Anônimo disse...

Saudades tamanha que nem cabe em mim.

Te amo e é tudo.

Sheine