Translate

1 de out de 2010

Sobre frustrações e expectativas. Os outros pagam nossos medos...

Imagem: by google


Engraçado ( ou não...) como temos o terrível hábito de jogar nossas frustrações passadas em nossos passos futuros, a gente se acostuma a criar expectativas em cima das coisas vividas e deixa de viver as coisas de verdade...
Ontem eu estava conversando com uma amiga sobre relacionamentos.
Ela sempre me diz que não quer se envolver, mas nunca ouvi ela falar sobre a possibilidade da outra pessoa também não querer se envolver...
Eu acredito que os medos dela, as frustrações sejam a principal razão dessa frase, embora, eu também acredite que dentro dela, lá no fundo, seja diferente. Mas achismos não levam a nada.
Inevitavelmente eu penso em mim mesma, nas minhas frustrações, expectativas, e no quanto me disponho a me envolver, me entregar.
Há alguns anos me relacionei com uma pessoa, eu estava ali, inteira, plena, pronta pro que der e vier, mas a reciproca não existia, uma vez que essa pessoa vinha com marcas profundas e decepções de outra relação. Eu ficava lá, atenta a todas as palavras, tentando suprir todas as necessidades, dando espaço e liberdade, convivendo com a inconstância de pensamentos e sentimentos. Até que um dia, todo o meu esforço rendeu-me um belo pé na bunda.
Essa coisa toda de amar é complicado...
Quando tudo começou a ruir, eu me perdi também. Comecei a ficar frustrada, cheia de medos e desconfiança e fazer uma besteira depois da outra. Até que decidi que não valia a pena e era hora de recomeçar.
Depois de um tempo comecei um outro relacionamento com um anjo, em aparência e paciência comigo.
Mas eu era a louca da vez.
Joguei nesse relacionamento toda a minha frustração, e claro que sem saber nada, da minha historia, essa pessoa tentava desesperadamente me agradar, mas eu sempre revidava, pois eu tinha medo de me decepcionar de novo. Claro que não durou!!
Respirei fundo, avaliei minhas atitudes, me dei um tempo pra sanar a loucura e deixei a vida decidir o próximo passo, mal sabia eu...
Acabei conhecendo outra pessoa, e (amenizadas expectativas e frustrações) achei que seria ali!
Mas ali havia uma historia muito longa de casos desfeitos, frustrações e decepções, e tenho certeza que nesse ponto dá pra saber o resto da história.
Algumas vezes a gente nem tem o direito de errar por nós mesmos, por que alguém, antes, já mentiu, já gritou, ja fez qualquer coisa... Por vezes somos, somente, a cópia. Não basta errar, temos que responder pela pessoa que veio antes e, fatidicamente, cometeu o mesmo erro.
Como saí mais quebrada do que das outras vezes, tomei uma decisão! Não me apaixono mais!!
Seria engraçado a ideia infantil que tive, não fosse seu tom ridículo. Mas eu realmente tinha medo.
Na última vez eu estava plena, queria mesmo, me entreguei, e acabei atingindo todas as expectativas, só que não eram boas.
E foi aqui que eu fiz a grande descoberta!! Nós criamos expectativas, não do que pode ser; mas de como pode NÃO ser, pois já vivemos aquilo e não foi bom... Nós ficamos frustrados com o que passou e simplesmente jogamos essa frustração para adiante, esperando o momento em que a outra pessoa vai fazer aquilo que nos magoou antes. Nunca passa por nossas cabeças, conversar francamente, abrir o coração de verdade e dizer o que esperamos.
É tão mais fácil esperar que o outro cometa o erro que "sabemos" que vai cometer, é mais fácil julgar e apontar os erros.
Por sorte a vida, muito  mais sabia que eu, acabou me lançando em um grande desafio. E esse desafio era ter um relacionamento tranquilo, que fosse baseado em verdade, em sinceridade, e eu contei tudo!!! falei do medos, das frustrações, dos meus erros, das minhas promessas e do meu medo delas...
Resultado: Algo inteiro, bom, verdadeiro.
Eu duvidei e já tive certeza de tudo o que eu sinto. Tirei a "prova dos 9"; precisava saber que me sentia como me sentia e que não estava gerando uma nova insanidade de sentimentos.
Sentei, falei, chorei, ri, abri segredos, me apaixonei!
Descobri que é mais fácil quando você fala do que magoou e não fica esperando a outra pessoa te magoar também.

Ser infeliz é muito fácil, mas eu mereço mais!
Ainda pago por frustrações alheias, mas a vida não é perfeita... Tudo a seu tempo!!!


Amor à todos.
Beijos n alma.

8 comentários:

Anônimo disse...

caramba... explendido.
acho que todo mundo se sente mesmo assim, so não sabe falar como é.
vai ver nem consegue entender esse sentimento, mas vc, como sempre, totalmente incrível traduziu.

saudades sem tamanho.
te amo
S.

Anônimo disse...

Oi minha linda!!
Adorei esse texto, acho que um dos mais legais que vc escreveu.
Me fez repensar certas atitudes e frustrações...

De novo, e sempre, meus parabéns.

Vc é fodástica!!

Bjs
Star

Estranhas Entranhas disse...

oi! gostei muito do seu texto! e, também, da sua passagem pelo entranhas! Vamos manter contato! é sempre bom aliarmo-nos à almas nuas que não tem medo de tocar as entranhas. Beijo!

Márcia Oliveira disse...

Oi Linda Mariah, obrigada pela visita e comentárioem meu blog, beijo de luz e paz no coração!!!

Márcia Oliveira disse...

Agradecendo a visita no meu blog e dizer que você esvrece muito bem adoro teus textos.Obrigada também pelos comentários deixados,Um beijo de luz e paz no coração!!!

Anônimo disse...

Que eu nao tenha sido nem de mais e nem de menos, por favor.
A mim, basta uma passagem...

Adorei o texto, e embora ja tenha virado chavao, vc é incrivel.

Amor eterno.

Nathy

Anônimo disse...

BOM.... EU SOU O ANJO E A ÚNICA COISA QUE CONSIGO ESCREVER, EM LAGRIMAS É QUE TE AMO MUITO....

Anônimo disse...

Oi moça bonita, estava perdido por aqui e encontrei seu blog. Fiquei muito maravilhado com suas palavras e formas de expressão. Não sei se você conhece, o top blog, é algo que talvez você possa considerar.
Acho que seu blog, é muito bonito, interessante, tem qualidade.
Pense em inscreve-lo.

Carinhosamente
Beijos

Julio Alves