Translate

18 de set de 2010

Sobre o Homem e sua imagem. Pesadelo.


(imagem by google)


ontem eu estava maquiada, queria me sentir bonita, seguir suprema em meu salto 10. Eu queria brilhar.
Hoje estou encolhida. Me reviro na cama silenciosa, não fosse meu próprio soluçar.
Eu sinto raiva, sinto desprezo e um carinho incerto.
Ele, em sua sombra, esta sempre perto, a me incomodar.
Eu já o amei tanto, que passei a detestá-lo.
É estranho esse homem-sombra, próximo à mim, e tão distante...
Eu o olho sorrateiramente, sempre de soslaio, não confio mais nele.
As vezes me sinto perseguida com a lembrança do que ele foi, um dia...
E ele continua lá.
Me trata com diferença, pra não dizer indiferença. Reajo sempre no mesmo tom.
E ainda me restam lágrimas...
Pena não mais poder defini-las, nem querer, nem ousar.
Pelo homem sinto desinteresse, sua presença faz meu corpo sufocar.
Me rasgo em magoas, em lágrimas me reconstruo.
Choro, calo, grito, silencio, agrido, me defendo, recuo, ataco...
Sua imagem esta lá.
O homem em sua sombra, em sua sobra. Nao lhe quero mal, nem bem.

Não lhe quero, e pronto.


Amor à todos
Beijos na alma.

Nenhum comentário: