Translate

27 de jul de 2010

Sobre você.

Em meus braços,você parece dormir. Olho atentamente seus detalhes, (re)decorando seus traços.
O traço das sobrancelhas, os cílios adormecidos, cerrados, o contorno da boca, o tom da pele, a curva no queixo.
Acho seus detalhes fascinantes.
Depois de um momento de cansaço, enfim o repouso.
Queria dizer-lhe de novo que estou aqui, para o que der e vier. Mas já falei tantas vezes que me torno repetitiva.
Queria poder arrancar esse medo. Mas o máximo que posso fazer é lhe estender a mão, e apoiar, em tempo integral.
Eu já lhe contei dos meus medos também... Já falei das duvidas e da insegurança...
E mesmo me mostrando, não tão forte assim, deixei minhas lágrimas falarem por mim.
Já disse da minha admiração, do meu respeito, da minha amizade. Falei do meu carinho e do meu amor incondicional.
Quando a luz do seu existir me tocou, eu estava desiludida, arrasada em solidão, dor, rejeição...
A vida, as vezes vem assim, derruba a gente, machuca mesmo. Fere mortalmente, e do mesmo modo, muda tudo.
Eu já lhe disse sobre isso?
Já falei de como surgem novas coisas, ideias e sentimentos?

Assim, em sono leve, um sorriso singelo, acompanha seus olhos ao cruzarem com os meus, e volta a se aconchegar.
Sorrio de volta. Me encanta ver você.

Você sabe, não faço mais promessas...
Mas também quero que saiba, que é sempre, a duração de um carinho. Mesmo que sempre dure o tempo de um sorriso.


Amor sempre
Beijo na alma

3 comentários:

Anônimo disse...

Muito lindo!!
Vc me emociona com cada palavra, sempre.
Sinto saudade dessa intesindade de ser que existe em vc.

Beijos

Nathy

Anônimo disse...

sinto saudade disso... mas em algum momento perdi-me no caminho... bjoss... rai

Anônimo disse...

Simplesmente meigo, lindo e suave, como vc.

te amo

S.